Menu

Marketing Viral

marketing viralO Marketing Viral, que faz parte do marketing digital, se refere à técnica de usar mídias e redes sociais pré-existentes para aumentar o reconhecimento de uma marca, através do processo de replicação natural que acontece nestas redes.

É na verdade a evolução da velha ideia do marketing boca a boca, mas que ganha novos contornos e uma força exponencial com o advento das novas mídias na Internet, e da velocidade e abrangência das comunicações entre os internautas neste meio.

No processo de marketing viral a mensagem é transmitida primeiro a alguns usuários, que por interesse, diversão ou algum outro tipo de motivação, propagam a mensagem para duas ou mais pessoas.

A repetição deste comportamento, com os usuários que receberam a mensagem, voltando a enviá-la para dois ou mais amigos, através das redes sociais, é que causa o chamado efeito viral na web.

Marketing Viral – Entendendo melhor

Na Internet o marketing viral consiste em difundir a informação através das redes existentes, sejam elas email, blogs, Google+, Facebook, Twitter, e outras, de forma a que a mensagem se espalhe e “contamine” os usuários.

A forma mais eficiente de viralização da mensagem é a difusão de informações e conceitos da marca através da mensagem, agregando valor e conteúdo a ela.marketing viral

Marketing Viral – Estratégias

De acordo com o Dr. Ralf F. Wilson temos seis princípios básicos do marketing viral que são :

Neste processo de seis etapas é possível criar uma peça de publicidade ou mensagem viral que ganhe escala e se propague pela Internet.
Motivações do efeito viral no marketing

A Accelera Vendas trabalha nestes e em outros novos processos, entendendo que todo processo de viralização depende da motivação espontânea dos usuários que propagam a mensagem.  Só podemos entender por que uma mensagem é difundida rapidamente pela Internet, se entendemos os motivos que levam um usuário a retransmitir a mensagem a outros.

Estas motivações foram estudas por inúmeros autores, e podemos aqui destacar a principais motivações a serem consideradas na criação de uma campanha viral:

 

Marketing Viral – Exemplo interessante

marketing viralPouca gente sabe mas um exemplo de marketing viral, foi o e email que hoje é da Microsoft, sim, o hotmail ! Ele foi um dos primeiros serviços gratuitos de web-mail que devido à simples frase que surgia em cada mensagem que cada utilizador enviava “Get your free and private e-mail at http://hotmail.com” nos primeiros seis meses após o seu lançamento atingiu um milhão de utilizadores e ao fim de um ano e meio, 12 milhões de utilizadores, altura em que foi vendido à Microsoft por cerca de 400 milhões de dólares. A promoção do filme A Bruxa de Blair (The Blair Witch Project) é outro caso de sucesso de  marketing viral, um filme com um orçamento extremamente reduzido que foi um dos filmes mais rentáveis e mais vistos de todos os tempos, devido à divulgação online, sugerindo que o filme (de terror) era um documentário (retratando eventos reais) e à propagação exponencial dessa mensagem. Existem algumas técnicas para que uma mensagem de viral marketing se propague exponencialmente, uma das mais importantes é que suscite dúvidas, às pessoas que o visualizarem, sobre a veracidade da mensagem, de forma a despertar o interesse e a curiosidade.

 

Marketing Viral – Comportamento do consumidor

Antigamente, quando uma pessoa queria comprar algum produto ou serviço, isso ocorria dentro de um processo conhecido como marketing por indução. A televisão, o rádio, as “listas amarelas”, os jornais e tantos outros meios ficavam pressionando e marcando suas logos e suas propostas nas cabeças das pessoas, por tanto tempo e de tantas formas, que não só fazia o consumidor ser convencido de que realmente precisava daquele produto ou serviço, como sempre optaria por aquela marca que aparecesse mais nestas mídias.

O consumidor então talvez nem precisasse daquele item dentro do seu dia a dia, mas a massificação da marca, do produto/serviço era tanta que ele realmente começava a achar que aquele item era NECESSÁRIO no seu dia a dia.

Nos tempos atuais isso mudou muito. O Google e outros mecanismos de busca apresentam para o consumidor muitas sugestões de compra, independente do que a Tv ou outros meios convencionais dizem. E, independente do que estes meios propagam, a NECESSIDADE do consumidor mudou, pois na frente do PC ou do seu celular ou tablet, ele tem o mundo inteiro próximo a si.

Como se não bastasse, o google e outros mecanismos de busca ainda aproximam mais este mundo, trazendo até ele resultados classificados e ordenados da melhor forma possível para que ele possa decidir por alguma compra, de algum item que ele passou a entender como necessário.

O papel dos meios convencionais então não mudou muito, pois eles continuam massificando e tentando convencer o consumidor da necessidade de seus produtos/serviços, como também convence-lo que o que eles estão vendendo é o melhor.marketing viral

Mas, para o consumidor consciente, aquele que já sabe o que precisa comprar, aquele que já entendeu a necessidade da compra do item, isso não ocorre. O que temos hoje são consumidores mais conscientes e coerentes com suas necessidades. Eles se informam, procuram concorrentes, entendem que nem sempre “preço” é a única coisa importante para tomar decisão.

O marketing viral, faz com que as pessoas divulguem espontaneamente seu produto/serviço, desde que elas se identifiquem com alguma coisa que acharam interessante que foi postado. Seja um vídeo engraçado, uma matéria interessante, um lançamento de mercado associado a sua marca, etc. Isso faz com que as pessoas divulguem para você aquela determinada notícia, enquanto a logo e os dados da sua empresa vão junto com o que está sendo divulgado.

O mais interessante do marketing viral, é que ele é ESPONTÂNEO. O próprio consumidor se identifica com o que aparece. Ele curte indicando que gostou ou compartilha indicando que quer que seus amigos vejam. É como um boca a boca só que digital, e portanto muito mais rápido, praticamente instantâneo.

 

Aprenda mais sobre Marketing Digital Viral lendo este artigo em PDF da Univerciencia.