Menu

e-Commerce – Invista em itens para casa, como móveis e decoração

25/09/2014 por Mauricio Almeida Filho

Quer abrir uma loja virtual ? Se seu portfólio de produtos possui itens para o lar, invista bem neles, pois isso trará mais visitantes para seu e-commerce, essa tendência de mercado tem sido observada por muitas lojas que apesar de possuir outros itens, faz suas chamadas nas propagandas dando mais atenção a estes itens ligados a decoração ou funcionalidade da casa.

e-Commerce e o Mercado imobiliárioe-Commerce

Com o grande crescimento do mercado imobiliário nos últimos anos, não poderia ser diferente. Como o e-commerce também vem crescendo no mundo, as pessoas que compram seus imóveis precisam de itens de decoração e de uso doméstico, e é claro que com o corre corre atual, não conseguem ficar andando de loja em loja, se puderem resolver tudo num só lugar. Assim, se sua loja puder explorar esses itens ligados a móveis e decoração ela contará com o segmento que mais cresce no Brasil.

No início, assim como aconteceu em todas as categorias do e-commerce, foi difícil de convercer o brasileiro a comprar um sofá ou uma mesa com cadeiras para a sala pela internet, por exemplo. O marketing digital, achou um campo vasto de trabalho com o e-commerce e, procurando satisfazer a necessidade do cliente de conhecer o produto (quase que) pessoalmente,  recomendamos boas descrições, imagens em alta definição, para que sejam o mais representativos da realidade, investir em fotos com os produtos ambientados, ou fotos em 360º e até mesmo vídeos para auxiliar o público da internet é recomendado também.

Para o consumidor, são duas as vantagens de comprar com e-commerce, primeiro é possível reunir num único lugar e numa única compra, um catálogo de produtos mais o amplo e variado, podendo o cliente adquirir mercadorias que só seriam encontradas em lojas diferentes. E segundo, o e-commerce deve sempre ter o atrativo de oferecer preços mais acessíveis que sedes físicas.

e-CommerceOutro ponto a favor do e-commerce de casa, móveis e decoração é que os itens da categoria têm baixo índice de devolução. Isso acontece porque o consumidor dificilmente se decepciona com os produtos do mobiliário que recebe em casa. Diferentemente dos produtos que precisam ser experimentados, como é o caso de roupas, calçados e perfumes, os artigos do lar podem ser mostrados com fidelidade através dos recursos digitais disponíveis que são fotos, vídeos e descrições de produto.

Aos novos gestores desse mercado em expansão, além de saber que as oportunidades são boas, é preciso entender todos os cuidados necessários para bem administrar um e-commerce de casa, móveis e decoração. Em um país com a dimensão territorial do Brasil, a logística pode ser um obstáculo. O transporte de mercadorias grandes e pesadas, como é o caso dos itens mobiliários, deve ser planejado com atenção antes mesmo de se lançar no mercado.

Conte com o marketing digital da Accelera no momento de abrir sua loja, uma loja não divulgada, não vai adiantar nada. Trabalhamos os recursos necessários para vender no meio online, como os anúncios em buscadores e as redes sociais, ou seja, para uma loja online, nada melhor que uma divulgação idem !

Seu produto é um bom candidato ao e-Commerce ?

A decisão sobre que produto colocar na vitrine de sua Loja Virtual é crucial para  o sucesso de seu negócio na Internet. Se você não tiver um bom produto para oferecer, de nada vai adiantar um maravilhoso site de e-commerce. Tampouco  vai resolver, gastar fortunas em promoção, pois finda a campanha, as vendas irão fatalmente despencar. Mas como identificar se um produto é bom candidato à venda on-line? Uma boa dica, é verificar as características dos produtos que são mais vendidos atualmente pela Internet como os CDs, DVDs, Software, Hardware:

Portabilidade – A maioria desses itens é de pequeno porte, o que implica na facilidade de manuseio, rapidez na entrega e baixo custo de e-Commercetransporte, às vezes, até custo zero como no caso de produtos digitais entregues pela própria rede.  A facilidade no recebimento e o baixo custo de entrega são fatores altamente estimuladores de compras on-line uma vez que, do ponto de vista do consumidor, isso representa o recebimento rápido de seu produto a um preço justo.

Padronização – Qualquer livro procurado via internet vai ser o mesmo vendido em qualquer livraria física, esteja ela na Internet ou na esquina próxima à sua casa. Isso dá segurança ao comprador, facilitando a compra e é válido também para um CD do Chico Buarque ou um DVD.

Custo – A maioria desses itens tem um custo relativamente baixo e mesmo o computador vem mostrando uma tendência constante à diminuição de preço. Custo mais baixo implica em uma menor percepção de risco de perda e, conseqüentemente, um menor receio de apertar a tecla “comprar”. Esse receio tende a diminuir com a familiarização das pessoas com a Internet, processo que vem ocorrendo de forma gradativa, mas hoje ainda favorece as compras de menor valor.

Identidade com o internauta – O internauta padrão tem boa formação, lê mais do que a média da população, tem mais familiaridade com a tecnologia e tem computador em casa, portanto, compra livros e utiliza hardware e software. Produtos cujo consumidor típico se encaixa no perfil do Internauta, tem, naturalmente, mais chance de sucesso na rede. Por outro lado, produtos consumidos majoritariamente pelas classes de renda mais baixas, tem dificuldades na venda via e-commerce porque esse público, em sua maioria absoluta, não tem acesso a esse novo canal de comercialização, pelo menos por enquanto.

Ao pensar em seu produto, verifique se ele possui um ou mais dos atributos citados acima. Se possuir, isso é um indicador positivo, mas caso contrário, não significa necessariamente que o produto seja inviável. O e-commerce ainda está em constante mutação e inúmeras  oportunidades de negócios surgem na Internet o tempo todo.  Muita coisa ainda vai se consolidar, oferecendo surpresas. Há alguns anos atrás, eu dizia aos meus alunos que a comercialização de produtos como roupas e calçados, possivelmente encontraria dificuldades na Internet por ter problemas com “sizing” – numeração não padronizada – o que dificulta a compra sem a prova, além de problemas com a necessidade de o consumidor verificar a textura e tonalidade, entre outras características do produto. Nada como um dia atrás do outro, pois  nos Estados Unidos, o item Vestuário aparece hoje como número um nas vendas on-line, enquanto no Brasil os líderes são itens ligados ao lar. Outros itens interessantes são Flores e Alimentos.

Clique aqui e veja como as Lojas Marisa passou a se interessar a vender mais itens para casa.